• PRODUTOS

    Enrofloxacino 2,5% Injetável 20 ml

    Enrofloxacino 2,5% Injetável 20 ml

    Código: 8425

    ENROFLOXACINO 2,5% VENCOFARMA é um antibiótico da classe das fluoroquinolonas que possuem um largo espectro de ação, sendo o enrofloxacino indicado para o tratamento de um grande número de doenças infecciosas causadas por bactérias gram-positivas, Gram-negativas, micoplasmas e espiroquetas sensíveis ao enrofloxacino. É especialmente indicada nas infecções do sistema urinário, especialmente aquelas causadas por Pseudomonas aeruginosa; prostatites; gastroenterite bacteriana severa; pneumonia causada por bacilos Gram-negativos; otite; infecções dérmicas; osteomielite por Gram-negativos; meningoencefalites bacterianas e endocardite estafilocócica.

    > Informaçőes Tecnicas

    DOSES E MODO DE USAR

    Dosagem do produto em mg por kg de peso animal:

    Cães e gatos: - 2,5 a 5,0 mg/kg, ou seja, 0,5 a 1,0 mL para cada 5 Kg de peso por via intravenosa, intramuscular ou subcutânea a cada 12 horas (para Pseudomonas utilizar 11 mg/kg, ou seja, 0,44 mL por kg de peso)

    Ruminantes: - 2,5 a 5 mg/kg, ou seja, 0,5 a 1,0 mL para cada 5 Kg de peso por via intramuscular a cada 24 horas.

    Suínos: - 2,5 mg/kg, ou seja, 0,5 mL para cada 5 Kg de peso por via intramuscular a cada 24 horas.

    Os intervalos entre doses são de 12/24 horas e a duração do tratamento dependerá da patologia e ficará a critério do Médico Veterinário, todavia a duração do tratamento deverá ser acrescida de, no mínimo, 48 horas após o desaparecimento dos sintomas.

     

    INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS

    Não utilizar concomitantemente com ao enrofloxacino, o cloranfenicol (inibidor de síntese protéica) e a rifamicina (inibidor da síntese de DNA), pois possuem efeitos antagônicos, pois é necessária a produção de RNA e síntese protéica para que o enrofloxacino desempenhe seu efeito bactericida.

    O produto não deve ser associado ao sulfametoxazol e trimetoprima (por razões toxicológicas); bem como soluções contendo Cálcio, Zinco, Ferro, Alumínio, Magnésio e Cobre.


    CUIDADOS E PRECAUÇÕES

    Não utilizar este medicamento em animais jovens e em fêmeas prenhes.

    Quando se utilizar por períodos prolongados, promover a hidratação adequada e acidificação da urina (em animais que apresentam pH da urina elevado) destes animais.

    Utilizar com precaução em pacientes com insuficiência renal, uma vez que a maior parte deste antibiótico é excretado por esta via.

    Não utilizar este produto por períodos prolongados, superiores a 3 meses.

    Armazenar e manter o medicamento em local seco, fresco e ao abrigo da luz.

    Seguir corretamente as indicações e instruções para o uso.

     

    OBSERVAÇÕES
    Margem de segurança: o produto possui boa margem de segurança devido às características não tóxicas de seus componentes. Entre os principais efeitos adversos têm sido descritos danos na cartilagem articular de cães jovens, potros e em algumas espécies de animais de laboratório. Tem-se relatado o aparecimento de cristalúria em animais de urina alcalina e tratados com fluoroquinolonas. Em cães tratados prolongadamente (período superior a 3 meses) com quinolonas, tem-se relatado alteração da espermatogênese e/ou atrofia testicular.

     

    PERÍODO DE CARÊNCIA:

    Ruminantes: A) carne: 28 dias entre a última aplicação e o abate dos animais para consumo humano; B) leite: não usar em bovinos destinados à produção de leite Suínos: 28 dias entre a última aplicação e o abate dos animais para consumo humano.